19/07/2013

Eis alguns sonetos inéditos que estão no livro

antisser

um patético
sem ter si
apenas eco
dalgum fi m

saiu assim
sem ouvir
sem ver
ou sentir

um estrago
uma queda
num buraco

mera fenda
tal fi asco
à venda

corte-vida

único desejo
vital… letal
vira medo
anormal

sem limite
fi ca omisso
mero palpite
ou nem isso

sem domínio
a navalha
do vício

se espalha
no fascínio
da falha


rotação

alucinação
tudo gira
na rotação
que mira

entre viés
ou além
se talvez
nem bem

mero rodar
sem chão
a sustentar

um turbilhão
a viajar
em vão

...e muito mais em RITMO SÓ